terça-feira, 18 de dezembro de 2007

Formiga Bossa Nova

(Foto de Pedro Miguel Rodrigues)


Amália Rodrigues
:

Esta senhora, grande embaixatriz do nosso fado, deixou muitas saudades.
Cantou não só o fado!! Cantou de tudo, inclusivé Gershwin.
A cantiguinha que se segue (agora na versão de Adriana Calcanhoto) foi,
sem dúvida, uma das que eu, em moço, gostava imenso de "cantarolar".


********

Graças ao "Sombras na areia"
( http://sombrasnaareia.blogspot.com/ ),
eu passo a incluir todo o artigo por ele publicado:


Adriana Calcanhoto


Formiga Bossa Nova


Minuciosa formiga
não tem que se lhe diga:
leva a sua palhinha
asinha, asinha.

Assim devera eu ser
e não esta cigarra
que se põe a cantar
e me deita a perder.


Assim devera eu ser:
de patinhas no chão,
formiguinha ao trabalho
e ao tostão.


Assim devera eu ser
se não fora não querer


*********


Sem comentários:

Publicar um comentário