quinta-feira, 29 de maio de 2008

Nunca é tarde !!!



Mulher de 102 anos casa-se com homem 39 anos mais novo


Maria Madalena de Jesus, de 102 anos, casou-se na quarta-feira
com o agricultor Manoel Bispo dos Santos, 39 anos mais novo,
na cidade nordestina de Inhambupe, Bahia, noticiou a imprensa digital.
O matrimónio atraiu centenas de curiosos ao município,
de 34 mil habitantes, que poucas vezes, em 112 anos desde a sua
fundação, conseguiu atrair as atenções dos órgãos de
informação nacionais.
A centenária estava vestida de branco, com uma coroa de flores
na cabeça e o noivo foi quem mostrou mais nervosismo pelo
assédio das câmaras e jornalistas no recinto do Fórum Municipal
(palácio da justiça).
O casal afirmou ser este «o dia mais feliz» das suas vidas,
já que nenhum dos dois tinha antes contraído matrimónio.
O noivado durou 30 anos, desde que Manoel, então com 33 anos,
iniciou a sua relação amorosa com Maria Madalena, de 72.
A juíza Renata Mirtes, que celebrou o matrimónio civil,
comentou que a noiva lhe dissera:
«O segredo da vida é viver»


(Lusa/SOL)

quarta-feira, 28 de maio de 2008

Uma cáfila de seis ...

Quem é mais camelo??


"Estranhos na net"

MELODIA

Ouvia aquela música
Sem saber quem a cantava
Com voz ternurenta
Alguém por perto entoava
Uma bela melodia
Com romantismo a jeito
Escutei com atenção
E ansiedade no peito.
.
Olhava em meu redor
A ver se via o cantor
Apenas aquela voz
Que me punha com ardor.
.
Estarei a sonhar...
Ou será imaginação?
Foi então que surgiu
Quem entoava a canção!
.
Com surpresa para mim
Que estava cativada...
Olhei, então com doçura
E com afável beijo
Selei o meu obrigada!
.
Maria Teresa Fernandes
(Docequimera)
.
(In : Horizontes da Poesia
- Colectânea2oo8)
**********
Você é responsável por aquilo que cativa.
E, à guisa de comentário, deixo a pergunta:
Será que era esta cantiga que eu tanto adoro?

Frank Sinatra - Strangers in the night

segunda-feira, 26 de maio de 2008

Há gente para tudo !!!

Os livros mais parvos do mundo

Amanhecer

Se os sonhos não pudessem criar novos tempos,
se a esperança não iluminasse cada amanhecer,
se a cada novo dia não pudessemos escrever uma nova história,
a vida seria repleta de certezas.
Mas, a vida é cheia de incertezas, e é isso que nos estimula a sonhar
e a depositar nossas esperanças no amanhã,
sabendo que, o hoje é uma fonte inesgotável de possibilidades de ser feliz.
(Desconhecido)

Susana Félix - Amanhecer

Pétalas caídas .... mas encontradas !!!

( Clique na imagem para ver em formato maior)



" ... As pessoas deviam ter mais de uma vida ou, pelo menos,
uma que pudesse também andar para trás de vez em quando.
Para corrigir o que saiu mal à primeira, aprender a saborear
as poucas horas boas - tal como uma canção que quanto mais se
ouve mais gosta - e, sobretudo, para poder ir primeiro por um lado
e depois por outro e depois, sim seguir pelo caminho encontrado.
Porque assim não dá. O que acontece não pára de nos acontecer e
estamos confusos e ficamos perplexos com a vida que levamos e
nos faz tanta falta.
Para mais, com a crescente dificuldade em a reconhecermos
como nossa, se é igualmente a dos outros, tão próximos e distantes,
com ela misturados desde o começo...."


(Pedro Paixão)

*************

PS: Pétalas encontradas em "Soflor" >> clique em "Sentido contrário" para ver a origem.

sexta-feira, 23 de maio de 2008

No limbo das buscas !!!



Por vezes encontram-se fadas .....
que talvez não esperássemos encontrar

*************
Acho que é bom ter esses "seres especiais" por perto.

quinta-feira, 22 de maio de 2008

Vidas mudadas !!!



Exposição foi inaugurada por ilustres a 21 de Maio de 1998.
Faz hoje dez anos que a Expo98 foi, oficialmente, inaugurada.
Durante quatro meses, mais de 10 milhões de pessoas
visitaram a exposição dos oceanos.
************
Uma zona da cidade mudou.
Muitas vidas iniciaram.
Muitas vidas mudaram.
Muitos sonhos se realizaram.
Muitos ainda continuam sonhando.
Esperando um dia puderem realizar
os seus sonhos.
Muitos se mudaram,
para bem ou para mal.
Uma coisa com certeza,
mudou muito a face de Portugal!!!
Para o resto o futuro o dirá.
Força Portugal!!!
Melhor sorte, Portugal.

terça-feira, 20 de maio de 2008

Escolhas - I I

Lésbicas e a liberdade de escolha

Escolhas - I



(Por: Andreia Félix Coelho >> andreia.coelho@sol.pt <<)

Faltam apenas seis semanas para o parto do bebé do primeiro homem do mundo a engravidar. A edição online do jornal Daily Mirror publica hoje fotos de Thomas Beatie, de 34 anos, a cortar relva no seu jardim em Oregon, nos estados Unidos. Veja as imagens.
(Clique no título “Primeiro .... “, para ler o post do semanário SOL e ver as imagens)

segunda-feira, 19 de maio de 2008

Não cometerás adultério !!!


Dez Mandamentos

De acordo com o livro bíblico de Êxodo, Moisés conduziu os israelitas que haviam sido escravizados no Egito, atravessando o Mar Vermelho dirigindo-se ao Monte Horeb, na Península do Sinai. No sopé do Monte Sinai, Moisés ao receber as duas "Tábuas da Lei" contendo os Dez Mandamentos de Deus, estabeleceu solenemente um Pacto (ou Aliança) entre YHWH(ou JHVH) e povo de Israel.

************
No meio daquela confusão toda e com o paganismo instalado, encontrava-se uma tribo de pastores dos Montes Hermínios (os Herminidíabos ) – povo esse que ainda hoje mantém muitas tradições, como pecadores e de se estarem marimbando para as Leis (dizem: basta confessar-se, pedir perdão, prometer nunca mais fazer ou até abster-se e tudo se resolve).
Quando Moisés desceu do Monte Sinai e apresentou as “Tábuas da Lei”, lendo e explicando um a um cada mandamento, todo mundo ouvia e anuia a cada imposição de Deus.
No entanto, quando chegou ao


7.º Mandamento - Não cometerás adultério [em hebraico lo tin.àf],

aí ouviu-se uma barulheira infernal, dos diabos.
Todo o mundo olhou para a gente daquela tribo folclórica, sempre dada à paródia e à contravenção.
Só se ouvia a palavra “Corta”, “Não aceitamos”.
Moisés pediu, exigiu, ordenou para poder continuar, mas aquela gentalha continuava: “Corta”.
Assim, Moisés que era no fundo um “homem apaziguador” e que já estava de olho no modo em como havia de “pôr a correr” aquele bando de salafrários, disse:
Está bem. Dado que esta tribo não tem as nossas raízes, abrimos uma excepção para vós, com a seguinte condição: Cortem lá o 7. Ide até à vossa terrinha e espalhai e ensinai
os Mandamentos à vossa gente, tentando cumpri-los como Deus ordenou.
E assim nasceu o 7 no sistema decimal, cortado (como só em Portugal se escreve).
E para manter essa tradição é comum essa tribo ainda hoje andar para aí “a cortar o sete” (i.e., a pôr palitos, a cornear, a cometer adultérios) “a torto e a direito.

Por vezes .... não parece !!!



(19 Maio 2008 - 09h28 - Revela estudo in "Correio da Manhã")

Quatro em cada cinco adeptos portugueses prefere praticar sexo a assistir a um jogo de futebol, revela um estudo realizado pelo Social Issues Research Centre (Centro de Pesquisa de Assuntos Sociais), que contou com a colaboração do departamento de Sociologia da Universidade do Porto.
De acordo com este estudo realizado em 17 países europeus, apenas 17% dos portugueses abdicam de praticar sexo para assistir a um jogo de futebol, sendo que a média apurada ronda os 50%. No extremo oposto, estão os adeptos espanhóis, os sexualmente menos activos da Europa, 72% dos quais trocam uma noite de sexo pelos jogos da sua equipa.
Em contrapartida, o Futebol é encarado como uma “religião” por 73% dos adeptos portugueses, o valor mais alto do estudo, bastante acima dos holandeses (27%), sendo que apenas 35% define o desporto-rei como "a coisa mais importante da sua vida", onde os belgas dominam com 70%.O estudo mostra também que os adeptos portugueses são os mais "chorões", com quatro em cada cinco inquiridos a admitir que já chorou enquanto assistia a um jogo de futebol. Neste capítulo, no extremo oposto, estão os dinamarqueses, com 44% de “chorões”.

Sem Cardos... só... Quimeras !!!




"O amor não vê com os olhos mas com a alma,
daí o cupido ser apresentado como cego."
(autor desconhecido)


Desligamo-nos de convenções, abrimos os olhos para o interior,
permitindo-nos sermos arrastados por quem se encontra dentro de nós.


***********

(Clique em "Quimera" para ver a origem do post).


terça-feira, 13 de maio de 2008

Prezo as mulheres !!! Porquê isto??

Pai esfaqueou rapariga por falar com soldado

Abdel-Qader Ali não tem dúvidas: o mínimo que a filha merecia era morrer. O crime da rapariga de 17 anos? Ter-se apaixonado por um dos 1500 soldados britânicos estacionados na cidade iraquiana de Baçorá. "Se eu soubesse no que ela se ia transformar, tê-la-ia matado logo que a mãe a deu à luz", garantiu este funcionário público xiita, numa entrevista ao semanário britânico The Observer. >>>>>

(Clique no título, para saber a origem e ler o texto completo)

Pensamentos Ocultos

Corrida para a Solidão


"Mais do que morrer sozinho, o grande medo é viver sozinho e envelhecer como tal."

Saíu-me esta frase num comentário a um outro blog e ... gostei ... no imediato fez e faz todo o sentido. Morrer é um momento mais ou menos doloroso ... mais penoso se for na solidão. Viver sozinho e persistir como tal, talvez por opção, talvez por assim se preferir ao invés de não viver, sofrivelmente acompanhado, acaba por ser morrer todos os dias um pouco, lenta e sofridamente. Enquanto jovens esta ideia pode ser mais ou menos dissimulada e salpicada de outros matizes ou camuflada de...
interesses vários e dispersos, de preferência com o propósito de não parar para sequer pensar nisto : "_Estou sozinho mas estou bem e assim quero continuar!". Mas os anos passam e as faculdades físicas e mentais poder-se-ão perder no tempo, pouco a pouco, deixando-nos a irremediável sensação de que não podemos tudo. Envelhecer é o que realmente me assusta e entristece. Envelhecer sozinho aterroriza-me a ponto de ficar fisicamente indisposto. A ideia desta evidência ser muito provável nos tempos do Homem actual deixa-me em agonia, na certeza de que a morte poderia surpreender-me antes do fim dos tempos, apanhar-me de surpresa mas sem dor, imiscuir-se no silêncio sem se permitir a ser consciente ... absolutamente letal e apagar-me desta espécie de vida numa fracção de segundo. Num espaço de tempo óptimo ( não para já, claro!), seria bem-vinda ou, pelo menos, o menos pesaroso dos males. Mais do que a dor da morte, o que não me agrada mesmo é a dor de uma vida que não é a nossa, a sensação de fraude, de insuficiência, de frustração por não nos terem consultado sobre o que queríamos quando nos colocaram neste espectáculo animado, neste palco que afinal, não raras vezes, é apenas uma galeria das traseiras. Quem me conhece sabe que eu quero o palco e não um palco qualquer
...
Talvez esteja a ser muito egoísta, admito que sim, até porque nada me agride mais que a morte de pessoas queridas ...
No fim, não seremos todos verdadeiramente egoístas?! ... no fim último, não estaremos todos muito sós?! ... no fim, não bebemos todos da prisão dos nossos infernos pessoais?! ...

Brama
***********
Bem haja amigo. Não comentei o texto acima, apenas resolvi dar-lhe relevo por ser tão consentâneo com as longas horas que passo pensando no assunto.

(Clique no título "Corrida para a solidão" para ver a origem deste texto e apreciar os diversos temas
deste blogue >> Lava Flow <<> incorporado nos meus "blogues amigos")